segunda-feira, 17 de março de 2008

Sábios Provérbios!



A tecnologia nunca vai substituir o primitivo. Podem até andar juntos, mas o primitivo ainda é a base e o que move o mundo, as pessoas e a grande maioria das coisas ao nosso redor.

Desde que o homem moderno descobriu que podia usar a inteligência para desenvolver meios de melhorar sua maneira de viver, a evolução tomou outro rumo, o conforto tornou-se primordial, assim como a necessidade de facilitar a vida de uma maneira geral. Com os avanços, a tendência era de as coisas tornarem-se mais fáceis.O trabalho e a locomoção por exemplo, teriam (pelo menos teoricamente) seu tempo de execução bem reduzido com os avanços tecnológicos.

O problema é que por mais que a humanidade caminhe em direção ao futuro, ficamos cada vez mais presos àquilo que se chama de primitivo.

Qual foi a maior invenção depois da roda? O que seria do mundo se ela deixasse de existir? No mínimo o caos. Imagine sem rodas: os carros, os relógios, os motores de máquinas em geral, trens. Enfim, quase tudo o que existe é movido por uma roda, roldana, engrenagem...

O fato é que por mais que a tecnologia evolua, as coisas feitas ao modo antigo podem até demorar um pouco mais, mas o efeito é o mesmo e em algumas das vezes, até mais satisfatório.

Imagine você numa cidade desconhecida, onde as ruas e avenidas todas são nomeadas por numerais: Avenida 1, Rua 1; Avenida 2 , Rua 2 e assim sucessivamente, inclusive com cruzamentos de números idênticos ( rua 2 x av. 2 ). Para uma pessoa como eu, que nunca gostou de matemática, isso parece um teste de tabuada.

Mas ainda tem um detalhe pior, você ter de ir a um endereço assim : Rua Tal, s/n. Você será um sujeito de muita sorte se o seu amigo tiver um aparelhinho desses de última tecnologia – um GPS. Só um detalhe: teria mais sorte ainda se o GPS identificasse o endereço, digo, se funcionasse perfeitamente no momento em que você pracisa dele, o que nem sempre é fato.

Se isso te acontecer, faça o seguinte: pare em um posto de gasolina e pergunte ao frentista como se chega ao lugar. Provavelmente ele vai te explicar como se chega até o próximo posto e então, você pergunta ao outro frentista como se chega ao lugar. Ufa, que bom , nem era tão longe e o moço teve a boa vontade de explicar direito.

Com tudo isso, além de boas gargalhadas, aprendi que o que é primitivo, ainda funciona, além de confirmar o velho provérbio: "QUEM TEM BOCA VAI À ROMA".

Já quem tem GPS...
______________________________________________________
OBS 1 : texto desenvolvido a partir do tema Tecnologia x Primitivo por meio da observação pessoal de Dimi Hycks**.
OBS 2: não há nada contra a tecnologia, ao contrário. Mesmo porque isso se aplica a qualquer outro equipamento ultra-avançado. Uma hora ou outra ele te deixa na mão, afinal, foi a inteligência humana que o desenvolveu.
** Dimi Hycks é baterista da Banda Santo Graal (www.santograalrock.com).
______________________________________________________

Um comentário:

Alexandre disse...

Cliquei no link "comentários", palavra incorreta, talvez até agora nenhuma palavra tenha sido invetada para descrever os sentimentos que me movem a tecer este "comentário":
Fernanda Vaitkevicius, Fernanda, Fer, que palavra usaria para descrevê-la? Ela que me ensinou minhas três primeiras palavras em lituano ( as mais lindas e mais significativas em todas as formas de comunicaçãos entre os seres),Amiga, amada,sincera, sentimental, inteligente, meiga, atenciosa, corajosa, talentosa, competente,inspirada,charmosa,culta,"su generis",incomparável,singela, etc,etc,etc...Eu bem que poderia ficar o resto dos meus dias usando todos os elogios e adjetivos conhecidos para descrever este ser iluminado, e ainda assim nem me aproximaria de uma descrição precisa, entretanto uma única palavra me vem a mente para descrever este ser iluminado pelas forças do Yin & Yang universais, a Fernada é uma MULHER, ela é a mais plena demonstração do significado desta palavra sublime.
Obrigado Fer.
Alexandre.