domingo, 23 de março de 2008

Feche os Olhos e Coma o Morango!



A cada dia que passa aprendo que a vida nos reserva tantas surpresas, humildes muitas vezes, mas de um conteúdo imensurável.

As pessoas vivem entregues às grandes realizações, grandes sonhos e se esquecem de viver os detalhes pequenos que são fonte infinita de felicidade.

Algumas das delícias da vida estão em reconhecer o verdadeiro valor de gestos muitas vezes sem importância, que em algumas ocasiões poderiam passar despercebidos. Porém, quando temos a visão além, conseguimos enxergar com os olhos da verdade, da realidade e viver um momento simples e corriqueiro com tanta plenitude e alegria, que se torna eterno, inesquecível.

Em virtude disso, me lembrei de uma parábola citada por Roberto Shinyashiki num de seus livros e narrada de forma louvável em muitos de seus cursos.

“... Um sujeito estava caindo em um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore. Acima dele, havia um urso imenso querendo devorá-lo. O urso urrava, mostrava os dentes, babava de vontade de saborear o prato que tinha abaixo dele. Abaixo do sujeito, prontas para estraçalhá-lo quando caísse, estavam seis onças tremendamente famintas.

Ele erguia a cabeça quando olhava para cima e via o urso. Baixava-se depressa para que ele não lhe arrancasse a cabeça. Quando o urso dava uma folga, ouvia as onças arranhando o barranco próximo aos seus pés. Em cima um urso faminto querendo devorá-lo, embaixo as onças querendo comê-lo.

Em um determinado momento, olhou para o lado esquerdo e viu um morango lindo, vermelho, com aquelas escamas douradas refletidas pelo sol. Num esforço sobre-humano, apoiou seu corpo sustentado apenas pela mão direita e com a esquerda colheu o morango.

Quando pode olhá-lo melhor, ficou extasiado com sua beleza. Então fechou os olhos e levou o morango à boca, deliciando-se com o sabor doce e suculento. Foi um prazer supremo saborear aquele morango tão lindo e saboroso.

E então, ficam duas perguntas:

- Mas e o urso?
Dane-se o urso, coma o morango!

- E as onças?
Azar das onças coma o morango!”

Não importa quantos ursos e onças você tenha de enfrentar, mas que você possa e saiba saborear os morangos que lhe aparecerem, sempre.

3 comentários:

martha barbosa disse...

È verdade, passei por aqui e adorei seu texto.Não importa as dificuldades da vida ,temos que aproveitar cada momento dele, pois ele é sempre um presente. meu blog é marthacorreaonline.blogspot.com

Alice disse...

Olá !! vim retribuir-lhe a visita e me encontro num lugar tão lindo e especial !! Parabens , esse seu cantinho é delicioso !!!
Sobe o seu texto, acabei de ler essa mesma meditação no livro "O evangelho maltrapilho" de Brennan Manning.... e realmente ha muita verdade nisso.... afinal, morangos são deliciosamente melhores que muita coisa em nossas vidas, sejam onçãs, ursos, ou outras quaisquer.
bjkas pra vc !!
FELIZ PASCOA !!

"UMA PROCURA, É O QUE SOU" disse...

Excelente espaço o seu. Nada como um texto bem escrito, enxuto, para animar o dia. Abraço cordial.